• Posso contar-te uma história?

  • Olá!

    Desde muito pequena que me perco em histórias, seja a ouvir, contar ou a inventar. A minha avó costumava dizer:

    "Quando eras pequenina, deixava-te sentada no sofá para ir ao mercado. Dizia à tia para te ir deitando o olho. Quando voltava, estavas sentada exatamente no mesmo sítio".

    Não me lembro desses tempos, mas arrisco-me a dizer que estava a imaginar histórias com o que tinha à volta.

    Hoje, acredito que a melhor maneira de resumir o que faço é dizer que recorro a diferentes estilos para contar histórias. Acho que em inglês se diz - "storyteller".

  • Fio Condutor

    Este é o fio condutor da minha história. Ainda não estou certa qual será o meu género narrativo, mas deixo-vos o resumo dos principais capítulos.

    Balleteatro

    2004

    Aos 15 anos, contrariando a vontade dos pais, meti-me num comboio e fui fazer uma audição para integrar o Curso Profissional de Teatro vertente Interpretação. O amigo e a adulta que nos acompanharia atrasaram-se e eu, sem dizer aos meus pais, embarquei na minha primeira viagem sozinha até ao Porto. Lembro-me de sair do comboio em pulgas e de perguntar a um polícia onde ficava a rua que trazia apontada num papelinho. Corri até à Ribeira. Correu bem. Uns meses depois lá estava eu a estudar teatro.

    A comunicação e o ISMAI

    2008

    Em 2008, depois de ter passado um ano a dar aulas de expressão dramática e coisas que tais, fiz audições para a ESMAE, entrei e mesmo antes da primeira aula ... mudei-me para o ISMAI. O curso? Relações Públicas. Foi lá que conheci alguns amigos que ainda hoje me acompanham e me desafiam para trabalhos em comunicação. Foi também no ISMAI que a paixão pela comunicação no futebol surgiu, depois de muito trabalho protocolar em congressos desportivos e de um estágio curricular no Rio Ave F.C.

    O Futebol

    2008 - 2011

    2008 não foi só o ano de ingresso na faculdade, foi também o meu primeiro ano como diretora desportiva do União Sport Clube de Paredes. Tinha a meu cargo uma equipa de escolinhas – os atuais benjamins – acompanhava e ajudava na produção de materiais de comunicação e eventos. Foram tempos de incessante aprendizagem, o clube foi não só uma escola, como me permitiu pôr em prática e experimentar muito do que aprendia na faculdade, dando-me asas e confiança para criar.

    PUF ! Palco Universidade Futebol

    2011 - 2013

    3 anos depois e paralelamente a isto, continuava a frequentar aulas de dança, e tive as minhas duas primeiras experiências profissionais em palco, nos musicais da Elenco Produções – Cinderela XXI e (uns meses depois) A Ilha do Tesouro, ambos no Teatro Rivoli. Agora interrogo-me como tinha eu tempo para isto tudo.

    Uma memória bonita deste 2011 que liga os dois universos: a minha equipa de juvenis abdicou do jantar de natal e foi em peso assistir ao musical. Foram meses felizes de teatro no futebol e futebol no teatro.

    Produção e Comunicação

    2009 - 2016

    Deixei o futebol repousar. Dividi-me entre trabalhos como atriz, produtora e como freelancer na área da comunicação e eventos.

    Depois de terminar o curso, fui desafiada pela Elenco Produções para integrar a equipa de Produção e por lá fiquei uns dois anos. Da Produção à Direção de Cena, esta aventura levou-me do teatro à cerimónia dos Dragões D’Ouro!

    Na comunicação, a FES Agency da amiga que o ISMAI me deu, convocou-me para aventuras que me tiravam literalmente (e animadamente) noites de sono como a organização de Hackathons, eventos altamente inspiradores como o THU e assessoria de imprensa. Muita assessoria de imprensa!

    Ter e dar aulas

    2016 - 2018

    Regressei à ESMAE para ingressar na pós-graduação em Teatro e Comunidade e pude colaborar com um projeto muito bonito que vos desafio a conhecer, chamado ESOM – Escola de Segunda Oportunidade de Matosinhos.

    Voltei a dar aulas a todo o vapor, com jovens dos 3 aos 25. Foi um belo percurso o de descobrir as potencialidades da expressão dramática e do teatro como processo de aquisição de competências de outras disciplinas.

    Em 2018 peguei num sonho antigo e voei até ao Brasil. Fiz formações na Escola de Atores Wolf Maya e na Escola das Artes de Laranjeiras. Foi a experiência de uma vida que quero muito repetir.

    Capítulo a decorrer

    ...

     

    Entretanto, moderei as horas de ensino, voltei aos palcos apesar de sentir que ainda não fui onde queria, voltei a comunicar, voltei a enamorar-me pelo futebol.

    Estou à descoberta de um sítio bonito para me perder.

  • Tens uma história?

    Tens uma história que gostavas de partilhar? Queres reclamar do tempo? Estás na fila das finanças e não tens o que fazer? Escreve...a ver no que dá!

Todos os Posts
×